Você é um tetracromata? Faça o teste!

Os seres humanos conseguem perceber tantas cores devido à nossa retina que possui células chamadas cones, de três tipos, cada uma excitada por um comprimento de onda diferente. Sendo assim quando abrimos os olhos, os sinais de luz atingem esses cones, que os transformam em sinais eletro químicos, que por sua vez são enviados ao cérebro.

Quando isso acontece, o cérebro combina estes sinais para produzir a sensação que nós chamamos de cor. A visão é um processo complexo, mas o cálculo dessas cores é bem simples: cada cone te da a capacidade de diferenciar cerca de 100 tons, então o número total de combinações é de ao menos 100³, ou um milhão de cores. Se eliminarmos um tipo de cone, ou seja, passar de tricromata para dicromata, o número de combinações cai para um fator de 100, ou seja apenas 10.000.

Agora que você entendeu como tudo isso funciona, quando os pesquisadores descobriram tudo isso,  eles começaram a suspeitar que entre nós existiam pessoas com quatro tipos de cones diferentes, capazes de ver uma gama de cores invisível para nós.  Na teoria um tetracromata poderia ver cem milhões de cores. E como a percepção das cores é uma experiência pessoal, eles não teriam forma de ver além do que consideramos os limites da visão.

A CAÇA AOS TETRACROMATAS

Então por mais de 20 anos, a neurocientista da Universidade de Newcastle, Gabriele Jordan, e os seus colegas de pesquisa tem procurado pessoas com essa capacidade de super-visão. Três anos atrás, Jordan encontrou uma médica vivendo no norte da Inglaterra, conhecida somente como “cDa29″ na literatura científica, é a primeira tetracromata conhecida pela ciência. E com certeza não será a última.

E como um tetracromata vê o mundo? A mulher “cDa29″ não conseguiu comunicar sua experiência para os pesquisadores, da mesma forma que é impossível descrever a experiência do vermelho para uma pessoa dicromata. Nunca saberemos se nosso mundo tons diferentes para que o tetracromatismo seja útil.

VOCÊ É TETRACROMATA?

Então veja a figura abaixo. No centro desses círculos existem letras com cores que somente um tetracromata consegue enxergar.

Você é um tetracromata? Faça o teste!

Se você conseguir ver letras no centro de algum destes círculos, provavelmente você é um tetracromata.

Se você ver as letras e não acreditar que é diferente, basta chamar alguma outra pessoa, ela vai te dizer que os círculos estão completamente vazios.

FONTE

Relacionados:

Comentários