Depois que esta senhora morrer, eles querem cortar a língua dela. O motivo é realmente impressionante.

Em uma região rural da Bósnia Herzegovina vive uma mulher de 80 anos chamada Hava Celebic. Ela é aposentada, porém ainda exerce um certo tipo de função profissional: ela oferece ajuda médica com sua língua.

Depois que esta senhora morrer, eles querem cortar a língua dela. O motivo é realmente impressionante.

A espevitada senhora alega ser a última curandeira de língua. As pessoas vão até ela e se recostam. Ela lava a boca com álcool, para esterilizar, e começa o trabalho.

Depois que esta senhora morrer, eles querem cortar a língua dela. O motivo é realmente impressionante.

Sua especialidade é remover objetos estranhos dos olhos, como chumbo, carvão, vidro ou serragem.

Depois que esta senhora morrer, eles querem cortar a língua dela. O motivo é realmente impressionante.

Ela lambe cuidadosamente o olho do paciente até encontrar o objeto perturbador. Ela diz que já ajudou mais de 5.000 pessoas, muitas das quais estiveram no médico, mas sem sorte. Ela aprendeu o método quando era uma mulher bem mais jovem do que é agora, mas ela teme que esse tipo peculiar de tratamento vá morrer com ela.

Depois que esta senhora morrer, eles querem cortar a língua dela. O motivo é realmente impressionante.

“Infelizmente, eu não posso passar isso para os meus descendentes, porque meus filhos têm muito nojo de colocar a língua no olho de outra pessoa”, ela contou, explicando que, ao invés disso, as pessoas de sua aldeia estão pensando em cortar a língua dela depois que ela morrer e continuar a usá-la. Ela mostra orgulhosa uma matéria sobre ela no jornal.

Depois que esta senhora morrer, eles querem cortar a língua dela. O motivo é realmente impressionante.

Haya diz que os pacientes chegam até ela vindos do mundo todo. Ela não cobra a quem é pobre ou desempregado, mas para os pacientes normais sua taxa é de $11 (cerca de 35 reais). Veja com seus próprios olhos o incomum método de tratamento dela:

Isso é medicina verdadeiramente alternativa! Você se submeteria a um tratamento como esse?

Comentários