Qual o seu tipo de inteligência?

Inteligência não é mais uma questão de “ser ou não ser”.

Todos nós temos inteligências múltiplas em diferentes intensidades e variações.

Dentre as teorias acerca da inteligência, existe o estudo do psicólogo Howard Gardner, que apresenta uma visão pluralista da mente. Gardner relaciona inicialmente sete inteligências.

Qual o seu tipo de inteligência?

Que tal descobrir qual ou quais são as suas?

1. Lógico-matemática

Relacionada à habilidade em matemática, operações que envolvam cálculos e abstração. Predominante em matemáticos, engenheiros, cientistas, etc.


2. Linguística

Relacionada ao domínio da linguagem verbal. Bastante expressiva nos autores, escritores e poetas.


3. Espacial

Relacionada à capacidade de orientar-se espacialmente e expressar graficamente as ideias visuais. Predominante em arquitetos, decoradores, escultores e pintores, por exemplo.


4. Musical

Relaciona à capacidade de utilizar a música como veículo de expressão. Predominante, principalmente, em maestros e instrumentistas.


5. Corporal-cinestésica

Relacionada ao domínio dos movimentos do corpo. Habilidade para utilizar o corpo como meio de expressão. Predominante em dançarinos, atletas, artistas, etc.


6. Interpessoal

Capacidade de se relacionar com as outras pessoas compreendendo os sentimentos e as necessidades alheias. Encontra-se mais desenvolvida em professores, terapeutas, líderes religiosos, etc.


7. Intrapessoal

Capacidade de se autoconhecer, de ter conhecimento das próprias potencialidades, e utilizá-las para viver uma vida mais plena.

Gardner informa que TODAS as inteligências são importantes e têm iguais prioridades, embora nossa sociedade coloque as inteligências linguística e lógico-matemática como as mais valorizadas.

Acrescenta ainda que, além das sete, existe a inteligência naturalista, que é a sensibilidade para interagir com a natureza, como fazem os biólogos, ambientalistas, etc. E outra, que seria a nona, considerada inteligência existencial, voltada para questionamentos filosóficos e religiosos.
Segundo o psicólogo, essas são as inteligências múltiplas evidenciando o pluralismo do intelecto. Portanto, se você é uma pessoa com baixo grau de inteligência lógico-matemática, por exemplo, não quer dizer que não seja inteligente, e sim que tem outro tipo mais desenvolvido do que este.

Devemos ter em mente que todos temos vários tipos de inteligência em diferentes graus, e que todas elas podem ser exercitadas, assim como podem funcionar separadas, juntas e associadas em graduações infinitas.

Essa diversidade de aptidões e graduações que nos faz diferentes uns dos outros e que nos torna únicos.

Comentários