Por uma vida com mais ALIMENTOS e menos PRODUTO ALIMENTÍCIO

Por uma vida com mais ALIMENTOS e menos PRODUTO ALIMENTÍCIOA dieta começa na segunda feira e a meta é:

Para o café da manhã, o pão INTEGRAL, PEITO DE PERU super saudável porque não tem gordura e claro, a margarina ZERO GORDURA TRANS.

Para o almoço, macarrão INTEGRAL e TUDO feito com ÓLEO DE CANOLA, porque esse faz bem, eu vi na televisão.

Lanche da tarde? Barra de cereal, mas sem cobertura de chocolate, pois aí passa a ser saudável. Ou, quem sabe, um iogurte DESNATADO com sabor.

Para a janta, é claro que só proteína, pois carboidrato à noite ENGORDA.

Vamos analisar a qualidade da dieta acima:

  • Café da manhã

O pão INTEGRAL, será que é de fato integral?

Por uma vida com mais ALIMENTOS e menos PRODUTO ALIMENTÍCIO

Esses são os ingredientes de uma determinada marca de pão integral.

Segundo a Anvisa, os ingredientes no rótulo do alimento aparecem na ordem decrescente de quantidade. Ou seja, do que tem mais para o que tem menos.

Sendo assim, nesse caso, apesar do rótulo apresentar ‘’integral’’, o primeiro produto da lista de ingredientes, que é o que mais tem no produto, é a farinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico, que nada mais é que a farinha BRANCA.

Sem contar o açúcar, a gordura vegetal (trans) e o conservante. Não se deixe enganar!

Quanto ao peito de peru, qual é a cor do peito daquele peru de verdade, que muitos comem na ceia de Natal? Branco!

E qual é a cor desse fatiado? Rosa!

Essa cor é por conta de corantes e nitrato.

Nitrato no organismo se transforma em nitrito que gera muitos sintomas desagradáveis, como por exemplo a enxaqueca.

Esse nitrito novamente se transforma, em nitrosaminas, um dos responsáveis pelo aparecimento do câncer.

O outro produto alimentício citado é a margarina:

Tem origem vegetal, passa por um processo químico chamado hidrogenação e forma a  famosa gordura trans, que é prejudicial à saúde.  O organismo não reconhece a gordura da margarina como natural e não consegue metabolizá-la, ela é recebida como uma gordura “estranha”.

O ‘’livre de gordura trans’’ vem de uma longa história e jogo de marketing (vale a pena pesquisar) mas, de antemão, digo que a qualidade do produto não deixa de ser artificial e livre de hidrogenação química.

Almoço

Vou começar da última parte, NÃO CONFIE EM TUDO QUE PASSA NA MÍDIA, desconfie, busque a veracidade da informação. Não acredite, inclusive, em tudo que você ler aqui nessa postagem, não quero ser um pastor com as ovelhas me seguindo. Busque em fontes seguras, científicas, tudo que lhe for repassado através da mídia.

Voltando à análise da dieta BEM SAUDÁVEL (só que não!), o almoço com óleo de canola? O que é a canola?

O óleo de canola é desenvolvido a partir de uma planta chamada colza. O óleo de colza tem sido utilizados para fins industriais, como a produção de velas, batons, sabonetes, tintas, lubrificantes e biocombustível.

Óleo de canola é algo que foi geneticamente modificado, não é obra da natureza, é industrial.

Diferente do azeite de OLIVA (vem das oliveiras) e óleo de COCO (vem da fruta).

E sobre o macarrão ”integral”, eis o rótulo:

Por uma vida com mais ALIMENTOS e menos PRODUTO ALIMENTÍCIO

 

  • Primeiro ingrediente e, portanto, em maior quantidade é a farinha de trigo BRANCA, assim como no macarrão ”normal”.
  • Lanche da tarde:

Ingrediente da barra de cereais:

Por uma vida com mais ALIMENTOS e menos PRODUTO ALIMENTÍCIO

 

Açúcar, maltodextrina (que é açúcar também), açúcar invertido, maltodextrina mais uma vez, polidextrose, corantes e conservantes.

Tanto açúcar e ingredientes ‘’estranhos’’. Barra de açúcares seria um nome melhor ao produto. É saudável mesmo?

Quanto ao iogurte desnatado com sabor, eis os ingredientes:

Por uma vida com mais ALIMENTOS e menos PRODUTO ALIMENTÍCIO

 

Porque esse PÂNICO da gordura natural do alimento e não do açúcar? Do conservante? Do corante?

Maltodextrina e polidextrose são açúcares.

Aspartame, acessulfame de potássio, pesquisem a respeito. A saúde agradece.

Adianta tirar a gordura, optar pelo iogurte light e desnatado e não se atentar a todo o resto?

Não!

  • Janta

Quando ingerimos fontes de carboidrato (arroz, batata, feijão, beterraba, cenoura, dentre outras), estes vão para a corrente sanguínea na forma de glicose e estimula a liberação da insulina, que tem como função levar a glicose para dentro da célula. Porém, quando a insulina é liberada, ela não capta somente glicose, mas também aminoácidos circulantes, exceto o triptofano, devido à sua estrutura maior que os demais.

O triptofano livre, tem mais chances de ultrapassar a barreira hematoencefálica e se converter em serotonina (neurotransmissor do prazer) e, posteriormente, em melatonina (neurotransmissor do sono). OU SEJA, indiretamente o carboidrato pode contribuir para uma boa noite de sono. É ÓBVIO que não estou aqui estimulando o consumo de carboidratos provindo de fontes sem qualidade e em quantidade exagerada. Me refiro à um prato com uma fonte de proteína, uma fonte de gordura boa e sim, pode incluir um pedaço de batata, ou aipim, ou um pouco de arroz, acompanhados de hortaliças.

Sem pânico do carboidrato nesse momento, ele não vai te engordar se o seu dia inteiro foi bem controlado e conduzido.

Sigam um plano alimentar que proporcione qualidade de vida. Dormir bem te dá mais vigor e ânimo, concilie a dieta corretamente.

Soluções:

Começar o dia com frutas, ovos (inteiros sim, sem medo) cozidos ou feitos na frigideira untada com manteiga. Manteiga é de origem ANIMAL, ela EXISTE, PORÉM, não é porque pode, que vai abusar. Moderação! E café, é claro. No almoço o arroz, feijão, batata, mandioca, legumes e verduras, carnes. E como refogar o alho do arroz e do feijão? BANHA! Isso mesmo! Banha EXISTE na natureza, não é um produto criado. Assim como na manteiga, repito: não é porque pode, que pode muito. Use com MODERAÇÃO, uma colherzinha já é suficiente. Utilizar nos intervalos as oleaginosas (amêndoas, castanhas, nozes, amendoim), lascas de coco in natura, iogurte DESDE QUE seja sem sabor (para dar sabor, basta adicionar fruta que seja do seu agrado, VOCÊ quem cria seu sabor e não a INDÚSTRIA). Tirar carboidrato da janta e dormir com fome não favorece a aderência às mudanças de hábitos. Além de afetar o sono, também não gera prazer em aderir hábitos saudáveis. Saiba escolher qualidade e quantidade exata nesse momento, Sem pânico do carboidrato nesse momento, ele não vai te engordar se o seu dia inteiro foi bem controlado e conduzido. Sigam um plano alimentar que proporcione qualidade de vida. Dormir bem te dá mais vigor e ânimo, concilie a dieta a favor disso.

DICAS:

Aqueles ingredientes esquisitos que você lê no rótulo de alguns alimentos, nomes difíceis até de pronunciar, cheios de símbolos, números, aquilo tudo não é comida.

Tenha autonomia, não deixe que a indústria alimentícia escolha o que você irá comer, saiba escolher comida que não tenha no rótulo descrito os ingredientes que você lendo, não os reconhece (quem dirá seu organismo!).

A indústria alimentícia está mais interessada em lucrar, do que em beneficiar sua saúde. Você, que é (ou pelo menos deveria ser) o mais interessado, é quem deve se preocupar e oferecer ao corpo aquilo que seja verdadeiro, que cause bons impactos.

Seja consciente, opte por alimentos de verdade, aqueles que não tem rótulos descrevendo os ingredientes, pois ele mesmo é o ingrediente.

Por:  Denise Feijó Cardoso

Acadêmica do último ano no curso de Nutrição, da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO).E-mail: denise_feijo@hotmail.com

Fonte: Super Informado

Comentários