Miguel Falabella diz se tem Aids e desabafa: ‘Sofri muito’

Em entrevista ao programa ‘Pensando Alto’, um espécie de “vlogue” da ‘Folha de São Paulo’, o ator e roteirista Miguel Falabella fez confissões sobre a sua vida e seus pensamentos.

Ele lembrou, por exemplo, que, na década de 1980, quando a Aids se tornou uma doença conhecida e muitos atores e cantores morreram por conta da enfermidade, surgiu um boato de que ele também possuía. “Sofri muito”, contou Miguel, que chegou a ficar, segundo ele, um mês sem sair do quarto.

Miguel Falabella diz se tem Aids e desabafa: ‘Sofri muito’

A doença famosa acabou matando nomes como Cazuza, que chegou a fazer shows magérrimo.

O ex-apresentador do ‘Vídeo Show’ conta que o boato se tornou tão grande que ele chegou a fazer exames de sangue para saber se era mesmo soropositivo, mas que, felizmente, não tinha essa doença.

O apresentador conta um episódio que, ao entrar em uma loja, as pessoas simplesmente viraram o rosto para ele. De lá para cá, após a exposição do que de fato é o HIV e como funciona a doença que ele pode ou não gerar, a Aids, a cabeça das pessoas mudou bastante. Como lembrou o escritor de seriados como ‘Pé na Cova’, quando tudo virou manchete dos jornais, as pessoas ainda não tinham informações sobre a doença, mas ao verem famosos morrerem, acreditavam que somente de encostar em alguém poderia morrer também.

As únicas maneiras de se contrair o vírus envolvem o contato com o sangue do infectado.

Uma das principais formas é através das relações sexuais sem camisinha.

Comentários