Conheça a linguagem corporal dos Bebês

A linguagem corporal nos acompanha desde os tempos das cavernas, pois a gente imagina que naquele tempo a linguagem propriamente dita não era lá muito desenvolvida.

Com centenas de milhares de anos de convivência, o ser humano foi construindo formas de comunicação que são sinais quase instintivos mas que o outro entende.

É maravilhoso se comunicar com os outros apenas com gestos ou o olhar.

Isso tudo para dizer que os bebês, quando são bem pequeninos e ainda estão no berço, nos seus primeiros meses de vida, podem estar te dizendo muita coisa e você nem imagina.

Esfregam sua orelha

Conheça a linguagem corporal dos Bebês

Se o seu bebê já fez isso alguma vez é apenas porque ele quer um pouco de carinho. Geralmente, eles fazem isso depois de algum atividade que os deixaram cansados e estão agora precisando de um cafuné.

Balançando os pezinhos Conheça a linguagem corporal dos Bebês

Quando você está trocando a fralda dele, já deve ter notado que seu bebê fica mexendo as perninhas. O que isso quer dizer? Simplesmente que ele está contente. É que nem os cãezinhos quando sacodem a cauda

Levantam os braços

Conheça a linguagem corporal dos Bebês

Isso tem a ver quando ele tem uma sensação que parece que está caindo, sente que perdeu o suporte e tem a ver com o equilíbrio da criança, que vai se acostumando aos poucos com a nova vida. Depois dos 3 ou 4 meses isso passa.

Viram a cara para você

Conheça a linguagem corporal dos Bebês

Se ele faz isso, é porque está cansado e precisando relaxar, não se preocupe, pode ficar tranquilo. Não é nada pessoal. Às vezes eles se cansam de tudo.

Enrolam os dedos em seu cabelo

Conheça a linguagem corporal dos Bebês

Essa é uma coisa que todo bebê gosta de fazer é de ficar mexendo no cabelo da gente, ainda mais se ele for comprido. É normal e um sinal encorajador de que eles gostam de você e querem interagir. Também é vontade de ter um cabelão daqueles. Será que vou ter um quando crescer.

Você sabia que era essa a mensagem dos seus pequenos a você? Incrível, não?!

Comentários