Quando os bombeiros encontraram essa menina de 9 anos, ela já estava morta. Mas embaixo do seu corpo, eles encontraram algo de partir o coração.

O terrível terremoto que atingiu a Itália, no dia 24 de agosto de 2016, devastou completamente a cidade Pescara del Tronto, que fica a 150km a nordeste de Roma.

Os que estavam trabalhando no resgate já estavam em atividade por algum tempo, quando eles retiraram Giorgia Renaldo, uma menina de 4 anos, de debaixo de uma montanha de escombros – por incrível que pareça, ela ainda estava com vida.

Quando os bombeiros encontraram essa menina de 9 anos, ela já estava morta. Mas embaixo do seu corpo, eles encontraram algo de partir o coração.

Ela sobreviveu graças à sua irmã de 9 anos, Giulia, cujo corpo também foi retirado do local do desabamento.

Giulia havia aninhado o corpo da irmã no seu quando o terremoto começou, sacrificando assim sua própria vida.

Um dos bombeiros que fizeram parte do resgate ficou tão comovido, que escreveu uma carta de despedida para a corajosa Giulia:

Quando os bombeiros encontraram essa menina de 9 anos, ela já estava morta. Mas embaixo do seu corpo, eles encontraram algo de partir o coração.

“Oi, querida.

Eu apenas ajudei os outros a tentarem te tirar daquela prisão de escombros. Desculpa eu ter chagado tão tarde. Você já havia parado de respirar mas eu quero que você saiba, daí de cima, que nós fizemos todo o possível para te salvar. Quando eu voltar para a minha casa, em Áquila, eu saberei que existe um anjo olhando por mim do céu e, durante a noite, você será uma estrela brilhante. Adeus, Giulia, mesmo que você nunca tenha me conhecido, eu te amo.

Andrea”

Aqui está um vídeo do momento do resgate (o nome das meninas foi confundido pelos bombeiros):

Esta carta comovente apareceu primeiro em um jornal, e logo foi vista por toda a internet, onde o corajoso bombeiro levou o mundo inteiro às lágrimas. Desse jeito, ele também fez com que o sacrifício de Giulia nunca seja esquecido.

Gostou? COMPARTILHE!! 

Relacionados:

Comentários