Boliviana foi amarrada a uma árvore por aldeões irritados – e depois condenada à morte por formigas

Uma mulher na Bolívia foi amarrada a uma árvore por aldeões irritados – e depois condenada à morte por formigas, depois de ter sido confundida com um ladrão de carros!!

A mulher de 52 anos, falsamente acusada, morreu em um hospital local devido a problemas respiratórios causados pelo grave inchaço da garganta, após ter sido mordida e picada várias vezes pelos insetos na cidade boliviana de Caranavi, cerca de 160 km a nordeste da capital, La Paz.
 
Seus dois filhos também receberam a mesma punição, mas conseguiram sobreviver à punição.

“É provável que as formigas tenham mordido a traqueia da vítima, causando um grande inchaço e já não era capaz de respirar”, disse a advogada da família, Roxana Bustillos.

Funcionários da polícia disseram que a mulher havia viajado para Caranavi de La Paz para recuperar uma dívida e estranhamente foi acusada de roubar um veículo, junto com seus filhos.

Boliviana foi amarrada a uma árvore por aldeões irritados – e depois condenada à morte por formigas

O que começou como uma grande investigação de roubo de carros eventualmente transformou-se em uma sondagem de assassinato, porém, depois que foi revelado que a mulher era inocente e que seus atacantes tinham sido incitados por um local enfurecido, que mais tarde foi preso.

“Inicialmente, a investigação foi aberta como uma sonda em uma tentativa de roubo de carro, mas agora ele foi alterado para um assassinato e grave investigação de assalto”, disse o chefe da polícia Gunter Agudo.

O trío teria sido amarrado e depois atado a uma árvore mística conhecida como “Palo Santo” – que cresce na costa da América do Sul e é famosa por suas colônias de formigas brasileiras.

“Conseguimos resgatar as três pessoas, mas uma delas, a mulher de 52 anos, estava muito mau e teve que ser levada para o hospital”, disse Agudo, acrescentando que ela morreu na véspera de Ano Novo.

O sobrinho da mulher (que faleceu) escreveu no Facebook como ele esperava que a justiça fosse feita e que os responsáveis fossem punidos.

“Minha família está sofrendo a perda de minha querida tia”, escreveu ele. “Espero que os tribunais esclareçam o que aconteceu porque eles deixaram meus primos órfãos.”

Comentários